.

.

 



 
 
 
 

O JORNALISTA

O Jornalista é o profissional responsável por registrar os acontecimentos para a informação da sociedade e ainda, pela análise dos fatos auxiliando na compreensão e formação de consciência crítica. Atua na apuração de dados, na redação e edição de reportagens e artigos para rádios, jornais, revistas, emissoras de tevê, internet e empresas de assessoria de imprensa.
Ser um bom jornalista requer empenho e persistência, além de requisitos básicos como gostar de ler e escrever e ter curiosidade aguçada e atenta aos fatos.


O CURSO

O Curso garante ampla e sólida formação teórica e prática, preparando profissionais éticos e comprometidos com a sociedade, sempre preocupados com a veracidade dos acontecimentos. Esse é o perfil do jornalista do UNIFAE, que mantém em seu quadro, professores mestres e doutores com experiência no mercado profissional.
O curso de Comunicação Social do UNIFAE com habilitação em Jornalismo é autorizado pelo Conselho Estadual de Educação e tem duração de quatro anos.
Autorização: Portaria CEE/GP nº 58/98 – DOE de 23/07/1998;
Primeiro Reconhecimento: Portaria CEE GP 205/03 – DOE de 24/05/2003;
Renovação de Reconhecimento: Portaria CEE/GP nº 281/06 – DOE de 12/08/2006.
O curso teve seu Projeto Pedagógico aprovado pela Resolução CEPE nº28/09.
O curso de Jornalismo da UNIFAE foi classificado com nota máxima na avaliação do Enade – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes de 2012, sendo classificado como o 4º melhor do estado de São Paulo e o 13º do país.


RECURSOS

O UNIFAE mantém excelente estrutura para a realização das atividades do curso de Jornalismo. Possui redação informatizada, estúdios de fotografia, rádio e televisão, além dos laboratórios de informática e planejamento gráfico. As instalações estão equipadas com o que há de mais moderno na área.
Os alunos realizam trabalhos práticos desde o primeiro ano do curso, apreendendo as técnicas de reportagem, e produzindo o Jornal Laboratório ENTRELINHAS. Participam ainda do programa de TV Unifae Acontece transmitido pela TV União (São João da Boa Vista), TVD (Mococa), APTV (Espírito Santo do Pinhal) e TV Poços (Poços de Caldas). Realizam ainda atividades em projetos de extensão na produção de vídeos-documentários e fotográficos. Convênios entre a instituição e empresas jornalísticas proporcionam a realização de visitas técnicas e o acompanhamento do dia-a-dia da profissão. Além disso, os estudantes executam a cobertura jornalística dos eventos promovidos tanto pela Unifae como por outras instituições durante o ano inteiro, através da Agência Experimental de Jornalismo. Seguindo ainda os novos conceitos pedagógicos de metodologias ativas, vale destacar o Plano Integrado Multidisciplinar (PIM), que através de uma disciplina tutora, propõe atividades interdisciplinares e a criação de ambientes de aprendizagem e a construção do saber de forma colaborativa e participativa entre os corpos docente e discente.
Coordenador do Curso de Jornalismo: Profº José Dias Paschoal Neto – Jornalista, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Instituto de Artes, Unicamp. Integrante do Grupo de Pesquisa Mídia, Comunicação e Sociedade (IA Unicamp) e Grupo de Pesquisa TVD: compartilhamento de conteúdos, UCB (Universidade Católica de Brasília). Pesquisador associado ao Laboratório Mediatec, Unicamp. Mestre em Ciência da Informação com o tema interatividade e TV Digital pela PUC-Campinas. Coordenador do Projeto UNIFAE Acontece. Jornalista com especializações nas áreas de saúde, comunicação ambiental, ciência e tecnologia. E-mail: paschoal@fae.br


A Carreira

O jornalista tem como matéria-prima a informação. É um profissional de quem se exige muita atenção aos fatos da sociedade, nas suas mais diferentes áreas.
Em síntese, sua missão é reportar acontecimentos de importância da forma mais clara e precisa, seja qual for o meio em que trabalhe, jornal, revista, tevê, mídias digitais, rádio ou comunicação empresarial ou mesmo, quando necessário, emitir sua opinião sobre determinado fato ou assunto.
Para isto, o comprometimento com a Ética e o rigor na apuração das informações são duas posturas imprescindíveis em seu trabalho, que possui grande alcance e responsabilidade social.
O campo de trabalho é muito diversificado, mas, geralmente o cotidiano da profissão é muito corrido, principalmente quando se refere à área midiática.
Longas jornadas de trabalho e plantões devido a notícias de última hora fazem parte da rotina do jornalista e uma das funções de maior importância é a do repórter. Ele é quem apura os fatos. Já os editores, redatores e editores trabalham mais nas redações e ilhas de edição envolvidos com a criação de pautas (propostas de reportagens) e o “fechamento” da edição.
Democratizando a informação
Os jornalistas têm papel fundamental no dia-a-dia do homem moderno, em tempos de convergência digital, transmitindo fatos e notícias atualizadas através de reportagens que contribuem para que a sociedade, de forma consciente, tome conhecimento dos rumos e transformações do mundo atual.
Este profissional da informação vai atrás da notícia onde quer que ela esteja: nas guerras, nas manifestações, nos gabinetes políticos ou nas ruas. Investigando, consultando e checando fatos que se transformarão na matéria-prima de jornais, revistas, tevês, agências de notícias convencionais ou on-line (via-internet).
Atua também em publicações especializadas que divulgam produtos, serviços, instituições comerciais e privadas, órgãos públicos ou assessorando empresas e personalidades no contato com a imprensa.
Quem optar pela profissão deve ter capacidade de se expressar de maneira clara e concisa, ter objetividade e espírito investigativo. Durante sua formação universitária, o jornalista recebe informações sobre Técnicas de Redação em TV, Rádio, Jornais, Assessoria de Imprensa, Mídias Digitais, bem como embasamento em disciplinas como Antropologia, Sociologia, Filosofia, Pensamento Econômico, entre outras.


O MERCADO DE TRABALHO

As Tevês a cabo, as rádios, as assessorias de imprensa e a internet aqueceram o mercado de trabalho do jornalista. Hoje, esse profissional não depende apenas veículos de comunicação tradicionais. O leque de opções aumenta a cada dia e a necessidade de profissionais habilitados é uma constante.
Trabalhar como assessor de imprensa, fazendo a ponte entre instituições e os meios de comunicação e produzindo publicações é uma opção que vem ganhando adeptos em todo Brasil. A abertura de empresas especializadas em assessoria de imprensa cresceu mais de 50% nos últimos anos, sendo hoje uma das áreas do jornalismo que mais absorve esse profissional.
Realizar trabalhos de free-lancer (sem vínculo empregatício) é uma dica para quem prefere trabalhar por conta própria.

 

 

 
 
risco_separacao
 
 

VESTIBULAR UNIFAE 2018

 
 

– Vestibular UNIFAE 2018, prova dia 22 de outubro (exceto medicina).

Clique aqui fazer sua inscrição.

 
 
 

.

.

.

UNIFAE TV

risco_separacao
 


 
 

CLIQUE AQUI E VEJA TODOS OS VÍDEOS >>>

 

NOTÍCIAS UNIFAE

risco_separacao
 

  

CLIQUE AQUI E VEJA TODAS AS NOTÍCIAS >>>