Graduação em Fisioterapia, com o título de Fisioterapeuta, prevê uma carga horária de 4.020 horas distribuídas entre aulas teóricas e práticas, estágios básicos, estágios supervisionados de formação profissional e estágios supervisionados, além de atividades complementares e estudos independentes, com funcionamento em dois turnos; o noturno/vespertino e o matutino/vespertino, com 50 vagas cada um.

 

Autorização: |Portaria CEE/GP nº 17/00 – DOE de 16/03/2000. Reconhecimento pela portaria CEE GP 341/03 – DOE de 05/12/03. Renovação do reconhecimento pela Portaria CEE GP 152/2007. Renovação do reconhecimento pela Portaria CEE/GP – 297 – DOE de 10/09/09. Renovação do reconhecimento pela Portaria CEE/GP nº 558/12 – D.O.E de 13/11/12.

 

Coordenador do curso:

Profa. MSc. Anita Bellotto Leme Nagib, Mestre em Fisioterapia – UNIMEP, Doutoranda em Ciências da Cirurgia – FCM/UNICAMP.  Cargo Ocupado na Instituição: Pró-Reitora de Extensão e Assuntos Comunitários, coordenadora do curso de Fisioterapia e coordenadora Pedagógica do curso de Medicina.  Lattes: clique aqui. E-mail: anita@fae.br

 

OBJETIVOS GERAIS:

Formar profissionais na área da saúde capazes de atuar também nas áreas de administração, educação e pesquisa científica. Formar conhecedores e executores de tarefas de reabilitação física, de caráter preventivo e/ou terapêutico, tanto em nível individual como coletivo capazes de avaliar o paciente, planejar e estabelecer as etapas do tratamento, selecionando, qualificando e quantificando os recursos, métodos e técnicas apropriados para cada situação e respeitando os princípios da ética/bioética.

 

ORGANIZAÇÃO DO CURSO: 

O curso está estruturado segundo as orientações das Diretrizes Curriculares Nacionais conforme a seguir:

 

– DISCIPLINAS TEÓRICO – PRÁTICAS

Desde o 1º semestre do Curso, são ministradas disciplinas que envolvem conteúdos teóricos e práticos, tanto nas áreas básicas como nas específicas. Nas áreas básicas, desenvolvem-se atividades práticas em laboratórios, tais como fisiologia, anatomia humana, histologia, patologia, entre outras; e também trabalhos de campo como exemplo da antropologia e sociologia, onde os alunos têm atividades complementares de pesquisa e reconhecimento da cultura nacional e loco-regional.

 

– PRÁTICAS EM FISIOTERAPIA (ESTÁGIOS BÁSICOS)

Os estágios básicos, chamados de Prática em Fisioterapia, estão presentes do 1º ao 5º semestres do Curso, totalizando 180 horas de 60 minutos, equivalente a 4,4% da matriz curricular. Estas práticas podem ser desenvolvidas pelo aluno, dentro da Clínica Escola de Fisioterapia da UNIFAE e em instituições conveniadas durante o período diurno. As práticas são vinculadas às disciplinas e professores pré-determinados, como descrito nas ementas específicas, e seguem um roteiro para observação e estudo. O aluno será considerado aprovado se desenvolver de forma satisfatória todos os procedimentos estabelecidos pelo professor responsável, e considerado retido na falta de um ou mais itens estabelecidos. Estes estágios incluem visitas às dependências de Unidades Básicas de Saúde, a clínicas de Fisioterapia, a organizações não governamentais de promoção a saúde e a hospitais da cidade e região, para acompanhamento do atendimento dos profissionais fisioterapeutas destas instituições.

 

 

– ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Os estágios profissionalizantes, chamados de Estágio Supervisionado de Formação Profissional, estão presentes do 6º ao 8º semestres do Curso, totalizando 180 horas de 60 minutos, equivalente a 4,4% da matriz curricular. Estas práticas devem ser desenvolvidas pelo aluno, dentro da Clínica Escola de Fisioterapia da UNIFAE ou em instituições conveniadas, sempre no período diurno, onde se desenvolvem estágios clínicos supervisionados por um docente fisioterapeuta do curso. São desenvolvidas atividades práticas de avaliação funcional e atendimento fisioterapêutico em duplas e/ou trio na área de fisioterapia, definindo o diagnóstico cinesiológico funcional, utilizando o aprendizado acumulado na área e desenvolvendo as relações entre teoria e prática.

 

 

Os estágios incluem atendimentos individuais de pacientes que são atendidos por alunos em dupla ou em trio sob supervisão docente direta nos ambulatórios de traumato-ortopedia, saúde do trabalhador, obstetrícia, neurologia e pneumologia na Clínica Escola de Fisioterapia da UNIFAE e em instituições conveniadas. As práticas são vinculadas às disciplinas e professores pré-determinados, como descritos nas ementas específicas, e se desenvolvem segundo roteiros para realização de tratamentos e avaliações de pacientes. As práticas são disciplinas regulares do semestre. O aluno será considerado aprovado se desenvolver de forma satisfatória todos os procedimentos estabelecidos pelo professor responsável, e considerado retido na falta de um ou mais itens estabelecidos.

 

– ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS

Os estágios supervisionados, chamados de Prática Supervisionada, estão presentes nos dois últimos semestres do Curso, 9º e 10º, totalizando 756 horas/aula ou 630 horas de 60 minutos, equivalente a 18,8% da matriz curricular, e deverão ser realizados no período diurno. As práticas supervisionadas são disciplinas obrigatórias, com critérios específicos de avaliação do acadêmico, conforme descrito no Regulamento de Estágio, que se encontra anexo.

 

 

Os estágios supervisionados incluem atendimentos individuais e coletivos nos ambulatórios de Disfunções músculo-esqueléticas, de Disfunções neurológicas e de Disfunções cardiorrespiratórias, disfunções uroginecológicas e oncológicas, e Dermato-Funcional na Clínica Escola de Fisioterapia da UNIFAE. O atendimento aos pacientes internados em enfermarias clínica, cirúrgica e isolamento e na Unidade de Terapia Intensiva são realizados em Hospital conveniado à UNIFAE (Santa Casa de Misericórdia Dona Carolina Malheiros). O atendimento comunitário é atualmente, no Programa de Saúde da Família, através de convênio firmado com o município de São João da Boa Vista, desenvolvendo tanto trabalhos preventivos junto à comunidade, como curativos nas próprias unidades ou nos domicílios.

 

 

– ATIVIDADES COMPLEMENTARES

As atividades complementares num total de 200 horas deverão ser desenvolvidas durante os 10 semestres e terão critérios bem definidos de aproveitamento dos conhecimentos adquiridos pelo estudante através de estudos e práticas independentes presenciais ou não. Serão reconhecidas as atividades exercidas em iniciação científica, projetos de extensão, participação em congressos, seminários, projetos interdisciplinares e cursos realizados em outras instituições.

 

 

– ESTUDOS INDEPENDENTES 

Estudos independentes caracterizam-se pela disponibilização de locais de estudo e pesquisa, até o máximo de 100 horas, em horários alternativos às aulas, caracterizados por biblioteca e laboratórios, bem como, equipamentos do laboratório de comunicação para tais práticas acadêmico-pedagógicas. Para tanto, a Clinica Escola de Fisioterapia, a sala de práticas de reabilitação disponibilizarão suas instalações com a presença de um técnico para atividades de estudo dos alunos.

 

 

– RECURSOS DIDÁTICO-PEDAGÓGICOS

O UNIFAE disponibiliza toda sua infra-estrutura que inclui biblioteca, laboratórios de informática, laboratório de anatomia, laboratório de microbiologia, laboratório de cinesiologia e biotério.

 

 

A Clínica Escola de Fisioterapia mantém os seguintes serviços:

 

 

– AMBULATÓRIO DE DISFUNÇÕES CARDIORRESPIRATÓRIAS: Destinado aos atendimentos de pacientes com doenças cardíacas e/ou pulmonares, também envolvendo atenção a pacientes durante o período pré e pós-cirúrgico, além do atendimento preventivo para pacientes que apresentam fatores de risco para Doenças Arterio-coronarianas.

 

 

– AMBULATÓRIO DE SAÚDE DA MULHER: Destinado aos atendimentos de pacientes com disfunções uro-ginecológicas e onco-ginecológicas, incluindo a atenção a pacientes durante o período pré e pós-cirúrgico e durante o período gestacional e puerperal. Destinado também aos atendimentos de pacientes, de ambos os sexos, portadores de disfunções tegumentares e vasculares.

 

 

– AMBULATÓRIO DE DISFUNÇÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS: Destinado aos atendimentos de pacientes com disfunções ortopédicas e traumatológicas, reumáticas, incluindo a atenção a pacientes durante o período pré e pós-cirúrgico.

 

 

– AMBULATÓRIO DE DISFUNÇÕES NEUROLÓGICAS: Destinado aos atendimentos de pacientes com disfunções neurológicas centrais, lesões nervosas periféricas, tanto na idade adulta como na infância.

 

 

– AMBULATÓRIO DE GERIATRIA: Destinado aos atendimentos de idosos no Lar São José, em São João da Boa Vista.

 

 

– AMBULATÓRIO DE OBSTETRÍCIA: Destinado aos atendimentos de gestantes no pré-parto na Casa das Gestantes das Senhoras Rotarianas, e no momento do parto e pós-parto na maternidade da Santa Casa Dona Carolina Malheiros.

 

 

– AMBULATÓRIO DE ERGONOMIA E CINESIOTERAPIA LABORAL: Destinado aos funcionários da empresa Têxtil São João.

 

 

– AMBULATÓRIO DE PREVENÇÃO: Destinado aos atendimentos de pacientes com problemas posturais.

 

 

– HOSPITAL: Destinado aos atendimentos de pacientes com internados pelo SUS na Santa Casa Dona Carolina Malheiros.

 

 

– SAÚDE PÚBLICA: Destinado aos atendimentos em grupos de pacientes com hipertensão arterial e diabetes, assim como a realização de atendimento domiciliar.

 

 

– AMBULATÓRIO DE HIDROTERAPIA: Destinado aos atendimentos na água de pacientes com problemas ortopédicos e neurológicos.


 

Campo de Atuação

O profissional poderá atender tanto individual quanto coletivamente atuando em Instituições públicas ou particulares sejam elas:

 

Clínicas, Ambulatórios, Centros de saúde, Hospitais e Maternidades, Unidades de terapia intensiva (UTI), Escolas (docência, prevenção e reabilitação), Centros e laboratórios de Pesquisa Indústrias/ empresas (consultoria, prevenção e reabilitação), Clubes (detecção/avaliação funcional, prevenção e reabilitação), Academias (detecção/avaliação funcional, prevenção e reabilitação).

 

A Carreira
O Fisioterapeuta é um profissional na área da saúde capaz de atuar também nas áreas de administração, educação e pesquisa científica. Tem como objeto de estudo o movimento humano em todas as suas formas de expressão e potencialidades, quer nas alterações patológicas, cinético-funcionais, quer nas suas repercussões psíquicas e orgânicas, objetivando preservar, desenvolver, restaurar a integridade de órgãos, sistemas e funções, desde a elaboração do diagnóstico físico e funcional, eleição e execução dos procedimentos fisioterapeuticos pertinentes a cada situação.

 

Cabe ao fisioterapeuta avaliar o paciente, planejar e estabelecer as etapas do tratamento fisioterapeutico, selecionar, quantificar e qualificar recursos, métodos e técnicas apropriadas, tratar o paciente e reavaliar sistematicamente seu trabalho durante todo o processo terapêutico.

 

O Mercado
A FISIOTERAPIA tem os mais diversos campos de atuação, cada dia mais especializado e desenvolvido. Porém, o mercado de trabalho para a profissão tem necessidade de expansão e este é um dos mais importantes, se não for o mais importante papel da Universidade hoje: mostrar para a população e também para a comunidade científica quais são os campos de atuação da fisioterapia e como funcionam e, com isso, abrir mercado de trabalho para o crescente número de profissionais.

 

Na região de São João da Boa Vista, existe um número pequeno de profissionais e ainda os que tem atuam basicamente em áreas clássicas da fisioterapia (traumatologia e ortopedia, neurologia e muito pouco em pneumologia). Os locais onde exercem suas atividades são nas clínicas, ambulatórios e hospitais, públicos e particulares, APAEs e casas de repouso. Atividades em clubes de esportes profissionais, academias e indústrias estão começando a despontar.

 

Atualmente, o profissional fisioterapeuta trabalha em hospitais (trata-se de um mercado muito promissor, especificamente nas unidades de terapia intensiva); clínicas particulares (dentro de todas as áreas citadas anteriormente); clubes desportivos; indústrias; unidades de saúde (valorizando cada vez mais o atendimento preventivo); etc.

 

Indicadores como surgimento de novas escolas e a crescente procura pela profissão nos vestibulares recentes, comprovam o significativo crescimento do mercado de trabalho para este profissional.

 

Principais Áreas de Atuação

 

Traumatologia e Ortopedia

Trabalha-se na reabilitação de pós-fraturas, entorses, luxações, traumas ou contusões musculares, distúrbios mecânicos da coluna vertebral, dentre outras, utilizando recursos elétricos, mecânicos, térmicos, foto e hidroterápicos, além de técnicas de massoterapia e cinesioterapia, objetivando alívio de quadro álgico, eliminação de processo inflamatório, melhora na circulação sangüínea, fortalecimento muscular, equilíbrio, propriocepção e reeducação postural. Este trabalho pode ser desenvolvido em clínicas, hospitais e ambulatórios.

 

Neurologia

Realiza-se um trabalho cinesioterápico, muitas vezes utilizando recursos ortéticos, em afecções como: acidente vascular cerebral (AVC), traumatismo crânio encefálico (TCE), traumatismo raqui-medular (TRM), Parkinson, polineuropatias, patologias degenerativas, paralisias cerebrais, seqüelas de paralisias obstétricas, poliomielites, Síndrome de Down, dentre outras. Tem por objetivo a prevenção de instalação deformidades, alívio álgico, reeducação ou preservação funcional.

Nesta área o fisioterapeuta pode desenvolver suas atividades, tanto em crianças quanto em adultos, em ambulatórios, clínicas, hospitais e APAEs.

 

Pneumologia

Tratam-se problemas respiratórios como doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC) e doenças pulmonares restritivas, através de manobras e exercícios respiratórios, aparelhos respiradores elétricos, aspiradores, dentre outros recursos, visando a higiene brônquica, melhora da ventilação e complacência pulmonar.

O fisioterapeuta nesta área atua na UTI, no pré e pós-operatório de pacientes hospitalizados e nos pacientes acamados, em clínicas e ambulatórios.

 

Cardiologia e Angiologia

Nesta área o fisioterapeuta trabalha em dois níveis: hospitalar e ambulatorial. No hospital desenvolve atividades cinesioterápicas com pacientes infartados e no pós-operatório de cirurgia cardíaca ou qualquer outra, nos casos de pacientes com alterações vasculares associadas. Em nível ambulatorial pode desenvolver suas atividades de forma preventiva ou terapêutica, ou seja, trabalhando com pacientes portadores de fatores de risco (hipertensão arterial, hipercolesterolemia, diabetes, sedentarismo, obesidade, etc) ou portadores de disfunções do seu sistema cardiovascular, como por exemplo, infarto agudo do miocárdio, insuficiência coronariana, arritmias, insuficiência cardíaca ou pacientes pós-cirúrgico, onde destaca-se a revascularização coronariana.

Este trabalho pode ser desenvolvido em hospitais ou ambulatorialmente, tanto em clínicas, ambulatórios, clubes, academias, além de atendimento domiciliar.

 

Fisioterapia Desportiva

Área que trabalha a prevenção e as seqüelas de traumas e/ou patologias decorrentes do esporte, além da participação sobre o desenvolvimento do treinamento desportivo. Esta área está associada às áreas de traumatologia-ortopedia e cardiologia. O fisioterapeuta atua em clínicas particulares, academias ou clubes de todos os esportes profissionais.

 

Dermatologia

Área que engloba além da estética, todas as alterações ou doenças de pele, incluindo a hanseníase, as seqüelas de queimaduras e cicatrizes cirúrgicas. Utiliza recursos como a massoterapia, eletroterapia e fototerapia. Os locais de atuação são clínicas, centros de saúde (hanseníase), hospitais e ambulatórios (queimaduras).

 

Ginecologia e Obstetricia

A área trabalha a gestante, através de técnicas específicas de alongamentos, fortalecimento muscular e relaxamento, visando o trabalho de parto e pós-parto. Ainda é englobada a esta área o trabalho com pacientes que apresentam incontinência urinária e que sofreram processo cirúrgico de mastectomia parcial ou radical, objetivando reabilitar a função motora, o esquema corporal e a auto-estima, utilizando-se recursos eletroterápicos, massoterápicos e cinesioterápicos. O trabalho é realizado em clínicas, ambulatórios, centros de saúde e hospitais.

 

Ergonomia

Área de atuação preventiva, principalmente postural, que engloba atividades principalmente nas empresas, indústrias, escolas, clubes, etc.

 

 

Geriatria

Área que trabalha com idosos, na preveção e reab ilitação de doenças e/ou alterações em decorrência do envelhecimento. O profissional pode trabalhar em asilos, casas de repouso, residenciais, clubes, hospitais e clínicas particulares.

 

Saúde Pública

Área que trabalha com prevenção e promoção da saúde. O profissional pode trabalhar em programas de saúde da família, postos de saúde e prefeituras.

 


CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

A Clínica Escola de Fisioterapia da UNIFAE está vinculada ao curso de Fisioterapia, com o objetivo de promover práticas de Estágios Curriculares, atividades de pesquisa e extensão, com atendimentos em Fisioterapia nas diversas áreas. Estas práticas demandam a realização de avaliações, intervenções e reflexões em processos fisioterapêuticos; visando o avanço do conhecimento científico, a formação dos alunos e o atendimento às necessidades da comunidade na Reabilitação Funcional e na promoção da qualidade de vida.

 

Rua Napoleão Laureano, nº 407ª, no Bairro Santo André – prédio do Seminário Coração de Maria, próximo a UNIFAE.

Fone: (19) 3631-4725

Veja mais sobre a Clínica: clique aqui

 

 

 

 
 
risco_separacao
 
 

VESTIBULAR UNIFAE 2018

 
 

– Vestibular UNIFAE 2018, prova dia 22 de outubro (exceto medicina).

Clique aqui fazer sua inscrição.

 
 
 

.

.

.

UNIFAE TV

risco_separacao
 


 
 

CLIQUE AQUI E VEJA TODOS OS VÍDEOS >>>

 

NOTÍCIAS UNIFAE

risco_separacao
 

  

CLIQUE AQUI E VEJA TODAS AS NOTÍCIAS >>>