Acessibilidade

Os imóveis do Campus estão munidos de piso tátil e leitores em Braile, para portadores de necessidades visuais. O prédio Principal de salas de aula e o da Secretaria Geral possuem elevadores.

Está em processo licitatório a aquisição de mais um elevador para o prédio 02 de salas de aula, com previsão de instalação para julho de 2015.

Os demais prédios já possuem rampas de acesso para os portadores de necessidades especiais.

Em 2014, O UNIFAE, de acordo com a PORTARIA No. 81, 20 DE MAIO DE 2014, nomeia os Membros do Comitê de Acessibilidade do Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino- FAE (UNIFAE) e elabora um Plano Geral de Acessibilidade elaborado pelo Comitê de Acessibilidade, que organiza:

I. Plano de acessibilidade e mobilidade;

II. Plano de gerenciamento dos riscos e barreiras de acessibilidade e mobilidade;

III. Plano de eliminação de barreiras arquitetônicas;

IIV. Plano de eliminação de barreiras atitudinais

 acessibilidade1  
   acessibilidade4

Obras de Acessibilidade

Comitê de Acessibilidade

Atividades do Comitê de Acessibilidade.

As reuniões são realizadas semanalmente desde meados de maio de 2014, quando foi implantado o Comitê de Acessibilidade. Inicialmente os integrantes do Comitê fizeram um reconhecimento de todas as instalações da instituição e a partir daí foi delineado o Plano Geral de Acessibilidade da Unifae. A primeira etapa consta do Plano de acessibilidade e mobilidade que tem como objetivo executar mapa de riscos e de barreiras arquitetônicas, a partir da planta baixa de toda a instituição, plano que está em andamento.

Como segunda etapa, foi traçado o Plano de eliminação de barreiras arquitetônicas, que implicou na contratação de estagiário do curso de Engenharia Civil, com horas PAC, para executar o levantamento de todas as barreiras arquitetônicas existentes no Campus e elaborar o mapa de riscos e barreiras de toda a instituição. Além disto, foi identificada a necessidade de ser instalado no prédio principal um elevador (cujo Edital de licitação de compra já foi publicado), com acesso ao primeiro e ao segundo andares. Esta etapa consta ainda de demarcação/identificação, em todas as salas de aula e no Auditório, de locais para a colocação de cadeiras de rodas.

A terceira etapa consta do Plano de eliminação de barreiras atitudinais. Foi definido em reunião que uma das participantes do Comitê de Acessibilidade, ,a professora Elizabeth Pagani docente dos cursos de Educação Física e de Psicologia orientaria os alunos nas disciplinas de Educação Física Adaptada e de Inclusão Social das Pessoas com Necessidades Especiais a montarem oficinas sobre eliminação de barreiras atitudinais, que incluem conhecimento teórico sobre as deficiências intelectual, física, visual e auditiva e atividades de psicomotricidade. No dia 07/10/14, os alunos de Educação Física sob a orientação da professora Elizabeth Pagani participaram da Semana Senac de Inclusão e Diversidade, onde foi apresentada uma das oficinas de eliminação de barreiras atitudinais. No dia 15/10/14, foi realizada nova oficina de eliminação de barreiras atitudinais com os alunos do 8º. Semestre do curso de Psicologia, na disciplina de Inclusão Social tendo como público-alvo os alunos do 2º. Semestre B de Psicologia. No dia 05/11, foi realizada nova oficina com as turmas da Educação Física e Psicologia, tendo como público alvo os alunos do 2º. Semestre A de Psicologia. Num próximo momento, estas oficinas serão oferecidas  aos alunos de todos os cursos da Unifae, As oficinas e palestras sobre educação inclusiva se estenderão a todos docentes da instituição, de modo a tornar a educação inclusiva uma realidade na Unifae.

No primeiro semestre letivo de 2015, será dada continuação à terceira etapa do Plano de eliminação de barreiras atitudinais, com a realização de oficinas realizadas por alunos do curso de Educação Física e Psicologia. Orientadas por docente, sobre a questão da inclusão social para os alunos dos diferentes cursos da graduação.